Moscou: a rica capital dos bilionários

kremilin
Quem abre uma revista como a Veja de poucos dias (ed 2072, 06/08/2008) e depara-se com o título "Capital dos Bilionários", não consegue imaginar que a referida capital seja Moscou.

Há menos de 2 décadas, na capital comunista, o povo vivia em apartamentos comunitários, divididos entre duas ou mais famílias, os kommunalkas. Sapatos, roupas, carros, tudo era produzido em escala e padrão. Se alguém ainda lembrar dos Lada Laika e Samara, que chegaram a ser comercializados no Brasil, pode ter uma noção das carroças que circulavam pelas ruas russas.

A incrível transformação, decorrente da queda do socialismo, em pouco tempo deu aos moscovitas um dos padrões de vida mais altos do mundo. Atualmente, lojas da Gucci, Dolce & Gabbana e Chanel de Moscou estão entre as de maior volume de vendas no mundo entre suas franquias, reflexo desta nova realidade.

millionair_fair
De todas as excentricidades vividas na capital russa, a mais extravagante é a Moscow Millionair Fair,  a feira do milionário. Evento anual organizado desde 2002 onde os milionários exibem suas aquisições. Nas primeiras edições da feira, em Amsterdã, ela tinha como foco os leitores e anunciantes da Miljonair Magazine. Hoje, ela tornou-se um ícone do calendário do consumismo de luxo. Abaixo alguns artigos comercializados na edição realizada ano passado:
  • Mercedes coberto com cristais Swarovski vendido por U$ 350.000,00

mercedes_cristal
mercedes_cristal2
  • Celular coberto com diamantes, avaliado em U$1 milhão.

celular_diamante
  • Jogo de aros encrustado de diamantes ao custo de U$ 1 milhão. Detalhe: a compra inclui um Bentley Coupe de U$ 250.000,00 (o carro é o acessório para usar as rodas)

aro_diamante
Os russos, quando gostam de alguma coisa, pagam o que for preciso para sua aquisição. Prova disso são os resultados obtidos nas vendas da concessionária local da Lamborghini, que só tem a agradecer à abertura capitalista. Um de seus top de linha, o Murciélago avaliado em U$ 320.000,00, é campeão de vendas em Moscou.

lamborghini_moscow
murcielago_mscou
Por fim, você já ouviu falar da Ilha de Cristal?! Simbolizando o renascimento da Rússia, o projeto do arquiteto inglês Norman Foster, autor do novo aeroporto de Pequim, será a maior construção do mundo. A "ilha" em forma de vulcão ficará às margens do Rio Moscou e abrigará 900 apartamentos, 3.000 quartos de hotéis, cinemas, teatros, complexo esportivo, escolas e muito mais. Com 450 metros de altura, terá uma base muito maior que muitas estruturas existentes: 2,43 milhões de m². Com entrega prevista para 2014, está avaliada em U$8 bilhões.

crystal_island
crystal_island_08
crystal_island_foster130108_3
crystal_island_maquete
Vendo tudo isso, percebe-se que os russos não devem sentir saudades dos velhos tempos da perestroika, planos qüinqüenais e seus ditadores. É claro que quem vive a realidade mostrada acima é uma fatia minúscula da população do país continente. Porém, mostra que aquela nação continua forte e superou as dificuldades do fim do socialismo.

Se você tem vontade de saber mais sobre o que acontece em território russo, recomendo o blog English in Russia. Segundo o autor: "Por que algo interessante acontece todos os dias em 1/6 da superfície do planeta"

Fontes: Pashander - Millionair Fair 2007, BBC, Skyscrapercity.com

[Update] 14.09.2008

Encontrei no site da revista TIME a lista Those Things Money Can Buy que mostra 14 coisas que o dinheiro pode comprar. Os russos são sitados nela algumas vezes como proprietários de objetos milionários: [1], [2], [3] e [4].

Posts relacionados Related Posts with Thumbnails

2 comentários:

Adalberto disse...

Mandou bem Tião!!!!
Impressionante!!!
Abraço!!!
Adalbrto

Lauro disse...

E depois todo mundo acha o comunismo bonito ainda...comunismo é miséria geral, capitalismo é fartura pra quem merece!

Postar um comentário