Cartazes da Campanha de Barack Obama

Vários são os assuntos que preencheram e continuam dando pano pra manga nos noticiários durante esse ano, e não estou falando de Daniel Dantas e sua trupe, muito menos da Dercy, pobre alma milenar que voltou a seu planeta de origem. Falo de algo que pode mudar a atitude de muito norte-americano a partir do final do ano que são as eleições para o novo presidente dos EUA.

Como todos já sabem, a disputa agora ficou entre John McCain e Barack Obama. E por trás de uma boa lábia campanha verbal, coisa que político sabe fazer melhor do que ninguém, temos toda uma equipe de acessoria para os demais assuntos que envolvem essa campanha.

Não estou puxando sardinha pro Obama (pff!), mas o que merece destaque aqui é todo o projeto gráfico e campanha de marketing desenvolvidos para fortalecer a imagem desse candidato principalmente entre os jovens, seu grande foco. Desde a identidade visual até material promocional como bottons, guarda-chuvas [?] e os cartazes mereceram atenção ímpar e, claro, tudo a venda na lojinha de Mr. Obama acompanhado de um belo botão "Donate now" no alto da página.

O foco diferenciado escolhido pelo candidato em relação aos demais, o qual inclui discussões sobre retirada das tropas americanas do Iraque, meio-ambiente (Ai! Nossa Amazônia!) e energia conquistou a admiração do público, inclusive Hillary Clinton, e fez com que artistas (designers) se dispusessem a participar do que, para eles, é uma bela vitrine para mostrar seu trabalho mundo afora.

Segundo os três artistas que têm suas peças gráficas expostas em campanhas pelo Estado, Shepard Fairey, Scott Hansen e Antar Dayal, nenhum recebeu qualquer verba para desenvolver o trabalho. Foi por amor à camisa!

A primeira sequência de cartazes criada por Shepard Fairey, com a palavra PROGRESS em destaque teve seu estoque esgotado em poucos dias. Outra tiragem, com a palavra HOPE, foi distribuída apenas durante as viagens de campanha do candidato.

O designer que se divertiu (e ainda diverte) colando stickers nas paredes por aí, seja isso ilegal ou não, conta que realizou o trabalho em menos de uma semana. Utilizou uma foto encontrada na internet de um Obama que "parecesse presidencial", com alguma mensagem como "I can guide you". Deu seu toque pessoal através de formas, síntese visual, texturas e cores, como se percebe através de seus trabalhos . Optou por uma "paleta patriótica" utilizando da variação dessas cores e destacando as palavras-chave HOPE, PROGRESS e CHANGE com fundo sólido.

Change, por Shepard Fairey

Seus trabalhos sofrem influência de campanhas construtivistas criadas durante a União Soviética sob o lema "Art with a purpose", destacando as poses heróicas dos personagens.

Shepard também disponibilizou a imagem para download e deixou os direitos autorais de lado. "Isso é exatamente o que quero que aconteça", diz ele, moço esperto apostando no marketing espontâneo.

Suas peças gráficas mais recentes mostram mais sobre seu apoio à Obama. Shepard desenvolveu um cartaz que pretende atingir os mesmos jovens e induzí-los a votar.

Vote, por Shepard Fairey

O outro impresso, com cerca de 1,75m X 1,14m e demonstrado abaixo, está em leilão e aberto à lances até o dia 24 desse mês. Todo o valor arrecadado será doado à Rush Philanthropic Arts Foundation que promove anualmente o evento "Art For Life Charity".

Cartaz em Leilão, por Shepard Fairey

Outro designer convidado pela equipe de Obama foi Scott Hansen. Famoso pelo tratamento particular dado à suas peças gráficas tanto em mídias impressas quanto virtuais, seu estilo é referência e inspiração para muitos. Vale a pena perder um tempinho fuçando seu portfólio e a loja.

Como experiência, Scott conta em seu blog que o cartaz, em seu formato final, tinha quase 3GB, aproximadamente 1000 layers, imagens trabalhadas em Illustrator com o dobro do tamanho que o cartaz exigia. Tudo criado com resolução 300dpi. "Por vezes era muito tedioso, ter que esperar muito tempo até mesmo para as operações simples".

Progress, por Scott Hansen

Todos os cartazes acima já são "sold out", mas ainda há uma última chance de arrecadar fundos esperança de adquirir um.

O mais recente cartaz foi desenvolvido pelo designer Antar Dayal. Como ele mesmo fala, sua inspiração surgiu "das palavras do candidato, liberdade, habilidades e expressão da esperança e sonhos para uma América melhor". Isso se reflete no slogan, com uma mensagem tão positivista quanto às demais: "Yes We Can".

O mesmo se encontra na mesma loja de Mr. Obama por U$70.

Yes We Can, por Antar Dayal

Em seu blog, Dayal disponibilzou uma sequência de fotos que mostram o processo de impressão de sua obra. Ou se preferir, o vídeo a seguir também mostra desde a concepção do fotolito até o produto final:

Sei que você aí deve estar curioso perguntando como Shepard chegou àquele resultado gráfico mostrado acima. Para isso eu trago um TUTORIAL que mostra passo-a-passo como desenvolver uma peça igualzinha sem ter que pagar algumas dezenas de dólares pela mesma.

Quer ver mais trabalhos gráficos envolvendo Obama? Aqui.

Posts relacionados Related Posts with Thumbnails

2 comentários:

Daniel Campos disse...

pessoal do Woow,

Sensacional esse post!
Sou muito fã (eu e todos os designers e ilustradores do universo!) das peças pro Obama. Acho geniais.

Com certeza, vou olhar portfolio por portfolio de cada um deles.

Parabnes pessoal
Grande abraço

Daniel

grase disse...

Olá Daniel!
Confesso que foi grande a pesquisa para esse post, nem eu imaginava que tantos artistas contribuíram para a Campanha do Obama.
Vale como referência pra qualquer trabalho.

Valeu!
Um grande abraço!

Postar um comentário